O físico britânico Stephen Hawking morreu nesta quarta-feira, aos 76 anos, segundo informou sua família.

Com sua morte, desaparece um dos cientistas mais conhecidos do mundo e também um dos divulgadores da ciência mais populares das últimas décadas. “Estamos profundamente tristes pela morte do nosso pai hoje”, disseram seus filhos Lucy, Robert e Tim. “Era um grande cientista e um homem extraordinário, cujo trabalho e legado viverão por muitos anos”, afirmaram em um comunicado.

Nascido em 8 de janeiro de 1942 em Oxford, no Reino Unido, Hawking era considerado um dos cientistas mais influentes do mundo desde Albert Einstein, não só por suas decisivas contribuições para o progresso da ciência, como também por sua constante preocupação em aproximar a ciência do público e por sua coragem de enfrentar a doença degenerativa de que sofria e que o deixou em uma cadeira de rodas e sem capacidade para falar de maneira natural.


Incidente ocorreu na manhã desta quarta-feira (14) em Alagoinhas. Medicamento teria provocado infarto no idoso.

Um idoso, de 87 anos, foi encontrado morto em cima de uma cama do quarto de uma pousada, na manhã desta quarta-feira (14), na cidade de Alagoinhas. De acordo com informações da polícia, o SAMU foi acionado para atender a ocorrência, mas o idoso já estava morto, sobre a cama do quarto. No corpo não haviam sinais de violência. Ainda conforme a polícia, uma jovem de aproximadamente 18 anos estava acompanhando o ancião no quarto e evadiu-se do local ao perceber a gravidade da situação. Conforme apurado pela reportagem, o idoso teria tomado um estimulante sexual e não resistiu.