A Policia Civil prendeu nesta quarta-feira (09), os irmãos Venicios da Silva dos Santos, 18, e  Reinan Oliveira da Silva, 20.

Os dois são acusados de matarem com requintes de crueldade Miguel Mário Oliveira dos Santos, de 51 anos. O crime aconteceu no dia 21 de dezembro de 2017 na Fazenda Probidade, município de Aurelino Leal. Segundo o delegado Lane Andrade informou ao blog Ubaitaba Urgente, os irmãos teriam matado o gerente da fazenda pelo motivo dele ter desligado o sinal de Wi-Fi da fazenda.  Revoltados com a decisão de Miguel, Venicios e Reinan mataram a vítima, arrancaram sua mão e cabeça. O corpo foi enterrado numa cova rasa.

A arma utilizada no crime foi um facão. O corpo de Miguel foi encontrado enterrado a cerca de 15 metros de sua residência, próximo a um pé de caju. “Nós ouvimos os acusados e eles negaram tudo, a gente continuou as investigações e pedimos ao juiz o mandado de prisão, que foi liberado hoje à tarde. Com o mandado de prisão em mãos, prendemos os verdadeiros acusados em quanto eles jogavam bola tranquilamente em um campo de futebol na fazenda”, disse o delegado ao blog Ubaitaba Urgente.


Um homem de 41 anos de idade, foi assassinado com disparos de arma de fogo na noite desta terça-feira, dia 8 de maio, por volta das 20h, enquanto jogava dominó com amigos na Rua 7 de Setembro, bairro Aparecida, em Medeiros Neto.

Segundo informações da Polícia Militar, que compareceu ao local, Alexandre das Virgens Ferreira, estava sentado e no meio de uma partida de dominó, quando dois homens chegaram numa motocicleta, de placa e modelo não anotados, sendo que o carona desceu e efetuou os disparos à queima roupa.

Na perícia de local a cargo dos peritos do Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas (DPT), foi comprovado que a vítima foi alvejada com três tiros na cabeça. Logo após da execução o pistoleiro retornou à garupa da motocicleta e os dois criminosos fugiram em alta velocidade.


Foto: Reprodução / Redes sociais

Na manhã desta quarta-feira (9) foi preso em Irecê o suspeito de assassinar uma travesti em Feira de Santana a facadas. Segundo a Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Feira de Santana, o suspeito e a vítima tinham relacionamento amoroso.

Segundo a Polícia Civil, o acusado teria fugido do crime, na casa da vítima, e estava desaparecido desde então. A Polícia já tinha mandado de prisão e o procurava. O suspeito informou aos policiais que mantinha relacionamento amoroso com a travesti Aroldo Cézar de Souza Almeida, 46, que não teve o nome social divulgado. No dia e local do crime a polícia não encontrou a bolsa, dinheiro, celular e relógio da vítima. Seis perfurações foram encontradas no corpo, no pescoço e no rosto da travesti.