A jovem morta após um grave acidente de carro em Praia Grande, no litoral de São Paulo, na terça-feira (1), fez um apelo ao motorista do veículo cerca de 10 minutos antes de morrer. 

Vídeos mostram Giovana Ferreira, de 18 anos, dentro do carro, sem utilizar cinto de segurança, enquanto voltava com dois amigos de um baile funk. Em determinado momento do vídeo, a garota chega a pedir para o condutor parar de correr. Nos vídeos gravados pela própria Giovanna às 6h50 de terça-feira e compartilhados em uma rede social, a jovem aparece dançando e cantando dentro do carro.

Ela ocupava o banco do passageiro do veículo, que era dirigido por um rapaz. Em determinado momento do vídeo, ela mostra o motorista e uma amiga, no banco de trás. Segundo a polícia, todos estavam sem cinto de segurança afivelado. Em seguida, a jovem publicou outro trecho de vídeo, onde o carro em que se acidentou aparece em alta velocidade ao lado de outro veículo, na Avenida Capitão-Mor Aguiar, em São Vicente. O vídeo termina com ela pedindo para que o motorista parasse de correr. Assista:


O telefone estava carregando na tomada enquanto ele lavava roupa.

Roney da Costa Machado, 50 anos, morreu após atender o celular em sua casa, localizada em uma fazenda no município de Ipiranga do Norte, a 455 km de Cuiabá (MG), no domingo (29/04).  Ao ouvir o aparelho tocando, o trabalhador atendeu, mas levou um choque quando tentou retirá-lo da tomada. O trabalhador morreu no local. Seu corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) no município de Sorriso, a 420 km de Cuiabá.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (POLITEC) realizou inspeção na residência e Roney será velado em Rondonópolis. O sepultamento vai ser em Campo Grande (MS).


O número de pessoas não encontradas após o desabamento do Edifício Wilton Paes de Almeida, no Largo do Paiçandu, voltou para 44 indivíduos.

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Na madrugada desta quarta-feira (2) chegou a ser informado de que mais pessoas teriam sido identificadas, reduzindo para 29 pessoas. A única pessoa considerada oficialmente desaparecida é um homem identificado como Ricardo – que chegou a passar pelo processo de resgate, o qual foi interrompido no desabamento. A conta de 44 desaparecidos não significa que estes estejam sob os escombros. Este era o número de pessoas que estava cadastrado para morar no edifício. Autoridades continuam tentando obter notícias sobre estas pessoas. Os dados da Prefeitura de São Paulo revelam que 317 pessoas viviam no prédio localizado no centro da cidade consumido por um incêndio na madrugada de terça-feira, 1º. Segundo os Bombeiros, 75 homens e mulheres da equipe de resgate trabalham para tentar salvar alguém com vida dos escombros. O major Schroeder afirmou que os agentes estão usando equipamentos menores como britadeiras para retirar as estruturas e só 48 horas após a tragédia, quando a chance de encontrar alguém com vida é quase nula, eles passarão a usar máquinas pesadas como retroescavadeiras. Além de Ricardo, moradores da ocupação disseram que uma mulher chamada Selma não teria conseguido sair do prédio com seus dois filhos gêmeos de oito anos de idade. “Todo mundo conhecia a Selma, lutadora como a gente. Ela morava no oitavo andar e não conseguiu sair”, contou o desempregado Cosme Aleixo da Silva, de 54 anos.


Familiares de uma mulher desaparecida há seis dias em Rio de Contas, no sudoeste baiano, procuram por ela. Até a manhã desta quarta-feira (2), não havia informações sobre o paradeiro de Irene Santana de Jesus Ramos.

Ela tem 38 anos. Parentes contam que ela saiu de casa por volta das 4h sem dizer para onde iria. Ao G1, a irmã de Irene, Sandra Matos, disse que a mulher chegou a enviar mensagens pelo celular para as três filhas e o marido depois de sair de casa. Ainda segundo a irmã, Irene é uma pessoa pacata, religiosa, que nunca viajou e não tem costume de sair sozinha. Irene Ramos ainda teria enviado mensagens de áudio, afirmando que estava perdida em uma rodoviária. A Polícia de Rio de Contas, que acompanha o caso, pede que quem tiver informações sobre a mulher desaparecida entre em contato com a delegacia local.


Crime ocorreu na noite de domingo (29/04), em uma congregação da igreja Batista Nova Vida.

Um homem foi brutalmente assassinado quando chegava para participar de um culto evangélico, na noite de domingo (29/04), por volta das 19:30, na igreja Batista Nova Vida, no bairro Uldurico Pinto, em Medeiros Neto.

O culto ainda nem havia começado quando Uanderson Oliveira Pereira chegou e estava aguardando para entrar na igreja. De acordo com a informações de testemunhas, dois homens, a bordo de uma moto, de informações ignoradas, passaram em frente ao local, fizeram o retorno e, quando Uanderson entrava pelo portão do templo, um deles desferiu o primeiro tiro. Uanderson ainda tentou se refugiar dentro da igreja, mas o assassino desceu da moto, invadiu o local e efetuou vários outros disparos. Vizinhos disseram ter ouvido sete estampidos.


Legislação prevê pagamento de multa e prisão de até cinco anos.

Um homem de 31 anos foi preso em Formiga, na região Centro-Oeste de Minas Gerais, após avisar em um grupo de WhatsApp que a Policia Militar realizava uma “blitz” na avenida Magalhães Pinto. O caso ocorreu na noite de domingo (29).

“Blitz em frente à Copasa indo para exposição. Galera do golo fica veiaco. E é blitz das braba. Parando até as ambulâncias do Samu (sic)”, disse ele nas mensagens enviadas às 21h06. Os próprios participantes do grupo de populares de Formiga não gostaram das mensagens e disseram que a polícia estava certa em tentar combater motoristas irregulares.


Um prédio de 26 andares desabou durante um incêndio de grandes proporções no Largo do Paissandu, no centro de São Paulo, na madrugada desta terça-feira. Um edifício vizinho também pegou fogo, mas não corre risco de colapso.

Mais de 100 homens de várias unidades do Corpo de Bombeiros estão no local em busca de vítimas nos escombros no início desta manhã. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o incêndio teria começado por volta de 1h30. O desabamento ocorreu por volta da 3h, em consequência das chamas. Veja a Reportagem: 

As causas do incêndio ainda são ignoradas, mas as informações iniciais são de que o fogo começou no 5º andar do prédio. Alguns edifícios próximos foram evacuados e toda área está isolada. As informações da Defesa Civil são de que o prédio que desabou era ocupado por várias famílias de pessoas em situação de rua.