Quando o jovem Kaique Sofredine chegou para almoçar no Shopping da Bahia, já no meio da tarde de segunda-feira (11), não imaginava o que iria acontecer instantes depois.

Kaique se tornou um dos personagens de uma cena que revoltou muita gente: ele tentava comprar o almoço para um menino em situação de vulnerabilidade quando foi abordado por um segurança do centro de compras. Para o segurança, o menino não poderia comer ali – mesmo que Kaique, um frequentador do shopping, tivesse se disposto a pagar.

Parte da situação foi gravada por uma pessoa que estava no local e, depois, postada no Facebook do próprio Kaique. O vídeo se tornou viral. Até as 10h desta terça-feira (12), o vídeo original tinha sido assistido por 8,9 milhões de pessoas e compartilhado mais de 400 mil vezes. Ao longo de pouco mais de cinco minutos de gravação, é possível ver parte da discussão entre o jovem e o segurança. Assista ao Vídeo:

 

Acidente aconteceu nesta noite de Terça-Feira, 12, no trecho localizado na BA263, no LIXÃO da cidade. O acidente deixa feridos no local.

Segundo informações, o acidente envolvendo um caminhão, e uma caçamba de lixo que faz serviços para Prefeitura do Município de Itororó. O acidente deixou vários feridos no local, uma Equipe do Samu esta no local para socorrer as vítimas e encaminhá-las para o Hospital e Maternidade de Itororó…

De acordo mais algumas informações de testemunhas, o acidente aconteceu após um caminhão bater de cheio no fundo da caçamba de lixo que fazia o descarte de lixo da cidade… Motorista da caçamba mais conhecido como lorão estaria retornando do lixão para a cidade de Itororó, quando ao retornar entrou de vez e não percebeu que vinha o caminhão em sua direção… Informações dão conta que vítimas do acidente foram transferidas para o Hospital Cristo Redentor em Itapetinga e outras para Vitória da Conquista, com fraturas de membros.

Em breve mais informações.. Aguarde


Foi dentro de um quarto de uma pousada no centro de Ipiaú que a Polícia Militar encontrou, no início da tarde desta terça-feira (12), os corpos dos irmãos Charles Alves de Figueiredo, de 42 anos, e Taíze Alves de Figueiredo, de 36. 

As vítimas, segundo informações preliminares, chegaram na pousada, situada entre a Praça do Cinquentenário e Rua Tomé de Souza, por volta das 13 horas de ontem (11).  Os corpos foram achados, primeiro, por um funcionário do estabelecimento, que acionou a PM. O homem estranhou que Taíze e Charles não tivessem saído do quarto a manhã inteira e resolveu ir ver se eles precisavam de alguma coisa.

De acordo com a polícia, dentro do quarto foram encontrados medicamentos controlados e duas seringas. Não havia marcas de agressão nos corpos. Os investigadores suspeitam de suicídio. No entanto, só após o resultado da perícia é que será possível saber a verdadeira causa das mortes. Charles morava em Canavieiras e estava visitando a família em Ipiaú. A tragédia deixou todos os familiares em estado de choque.


A conclusão da polícia foi possível após vizinhos relatarem que ele foi visto no local um dia antes de as vítimas serem achadas. Ele ainda não foi localizado.

Principal suspeito de matar a facadas Thamiris Souza Santos, de 30 anos, e suas filhas, Nayara Machado de Souza Santos, de oito, e Nicolly de Souza Santos, de quatro anos, o vendedor Magno Brandão Ferreira, de 27, frequentou a casa das vítimas, em São Vicente, no litoral de São Paulo, durante quatro dias enquanto os corpos entravam em decomposição.

As três foram encontradas na madrugada de domingo (10), após parentes indicarem à Polícia Militar a existência dos corpos na residência, no bairro Parque Continental. Thamiris tinha ferimentos de faca no tórax e no braço, enquanto que Nayara tinha dois ferimentos no tórax, e Nicolly, três no tórax e um no pescoço. Assista o Vídeo:


Dois homens, duas histórias de “amor”, duas mortes e uma mesma assassina: Wane Brenda Gonçalves de Oliveira, detida na tarde desta segunda-feira (11/06), por uma equipe da Delegacia de Homicídios de Itabuna, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, expedido pela Justiça.  A mulher ou “Viúva Negra” com foi apelidada, é acusada de matar dois namorados envenenados em apenas um ano.

Entenda esse caso macabro, que cruzou o caminho de duas famílias. Famílias estas que compartilham da mesma dor: a de perderem seus entes queridos de forma covarde e cruel. Primeiro, Wane Brenda namorava com Edvaldo Araújo, que morreu em abril de 2017, no Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães. Na época, a causa da morte teria sido “infarto agudo do miocárdio, cardiopatia isquêmica, hipertensão arterial sistêmica”.

Mas, os familiares de Edvaldo tinham suas dúvidas sobre essa constatação, pois, o rapaz havia confessado para a família, dias antes, que não estava satisfeito com o relacionamento. Ele alegava que a namorada era ciumenta e possessiva. Por esse motivo, queria terminar a relação e já tinha, inclusive, conversado com ela sobre isso.

Um novo “amor”, uma nova vítima