Aguerra de espadas realizada na cidade de Senhor do Bonfim, norte da Bahia, gerou confronto entre a Polícia Militar e espadeiros na noite de sábado (23). Os PMs tentaram impedir a prática após recomendação de suspensão pelo Ministério Público Estadual (MP-BA). A polícia tentou impedir que os artefatos fossem acendidos na fogueira.

Na ação, os policiais chegaram a usar spray de pimenta e balas de borracha para tentar dispersar a população, mas não conseguiram. Em seguida, os PMs deixaram o local e a guerra de espada continuou. De acordo com o site G1, o Corpo de Bombeiros foi acionado para apagar a fogueira, no entanto, foi impedido pelos espadeiros.


Na noite desta última quinta-feira, (21), um fato chamou a atenção em São Gabriel da Palha, no Espírito Santo . Uma mãe é acusada de queimar as mãos e língua de seu filho.

A Polícia tomou conhecimento após uma denúncia anônima de uma vizinha, que relatou que uma mãe. havia queimado seu filho. O Conselho Tutelar foi acionado, porém a mãe não deixou que os conselheiros entrassem em sua residência, foi então solicitado o apoio da Polícia Civil que se dirigiu ao local e assim conseguiram contato com a criança.

Na residência o menino ao ser questionado, chorou e mostrou mãos e línguas queimadas. A mãe disse que o menor havia se queimado na panela de pressão que estava sobre o fogão. O menor foi encaminhado ao pronto atendimento no hospital Dr. Fernando Serra, em conversa com uma psicóloga, o adolescente disse que sua mãe queimou suas mãos e língua com uma colher quente como punição por ele ter feito ‘bagunça’ na escola.


O caso aconteceu em Curitiba e causou grande comoção, familiares, amigos, conhecidos e anônimos, querem saber o que aconteceu com o corpo da menina.

Quem roubou o caixão com o corpo da bebê de um ano, identificada como Valentina de Fátima Vieira? Além da dor e do desespero de ter perdido a filha tão precocemente, os pais da menina enfrentam agora mais uma tragédia, o sumiço do corpo da menina, que foi roubado do cemitério onde ela foi enterrada, poucas horas depois do sepultamento.

Causa da morte de Valentina

A pequena Valentina morreu na quarta-feira (20) e ainda não há confirmação da causa da morte, mas segundo seus familiares ela apresentava sintomas de gripe. Na terça-feira (19), ela foi levada até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Boqueirão, onde foi constatado que a menina apresentava febre alta, mesmo assim foi liberada e retornou para casa.