Um crime bárbaro, cujo suspeito é um adolescente de 15 anos.

O palco da tragédia em família foi o bairro Nelson Costa, em Ilhéus, onde, na noite de ontem (27), o enteado matou, com vários golpes de faca, o padrasto Ailton Neves França, de 40 anos.

O comerciante foi alvejado no peito e braço e morreu no local. A vítima e o acusado, segundo testemunhas informaram para a polícia, já haviam discutido várias vezes. No entanto, ainda não se sabe o que motivou tamanha violência.


Tamara Maiochi, 30 anos, morreu depois de cair e cortar o pescoço em estilhaços de uma taça de vidro na tarde da quarta-feira (27) em Itatiba, no interior de São Paulo.

As informações são do G1 Sorocaba. Testemunhas contaram à polícia que Tamara celebrava a vitória do Brasil contra a Sérvia, na rodada final da fase de grupos da Copa do Mundo. Ela se desequilibrou ao levantar de uma cadeira, sofreu a queda e acabou se ferindo.

Amigos que estavam celebrando com ela tentaram impedir o sangramento de continuar e chamaram os serviços de resgate. Apesar dos esforços, Tamara morreu no local. “Ela estava com a taça na mão e mais um celular na outra. Em seguida, ela escorregou, foi se apoiar na mesa e a taça atingiu no pescoço. A investigação continua, mas tudo indica que realmente foi acidente”, diz o delegado Luciano Carneiro de Paiva. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Jundiaí. O enterro acontece nesta sexta em Conchal, também no interior de São Paulo, cidade onde a vítima nasceu. Ela vivia sozinha em Itatiba.


Uma mulher foi presa acusada pelo crime de maus-tratos ao seu filho de seis anos em Itapevi, região metropolitana de São Paulo, nesta terça-feira (26/06).

Os policiais foram à casa da mulher, após denúncia da diretora da escola onde a criança estuda. Foi a irmã de 10 anos do menino que havia contado sobre o caso nessa mesma escola. Segundo o R7, Quando as autoridades chegaram na residência da suspeita, encontraram a criança com o tornozelo acorrentado à cama. Os dois pés do menino estavam com hematomas, o que indica que a situação seria frequente, segundo informou a DDM (Delegacia da Mulher), que registrou o caso. Veja o Vídeo:


Uma mulher morreu depois de ficar 13 dias internada em um hospital de Vitória da Conquista, na região sudoeste da Bahia, por conta de um acidente que sofreu em um ônibus do transporte coletivo da cidade.

De acordo com o G1, a vítima bateu a cabeça no teto do coletivo quando o veículo passou por uma quebra-molas, e sofreu fratura em uma das vértebras. Familiares da mulher dizem que o ônibus estava em alta velocidade. A vítima foi Cidinalva Gusmão da Silva, de 49 anos. Ela morreu na terça-feira (26), no Hospital Geral de Vitória da Conquista. A mulher foi enterrada nesta quarta-feira (27) no Cemitério da Saudade, no centro da cidade. Assista a reportagem:


Edson Aparecido Oliveira Rosa, de 35 anos, teria atirado contra a cabeça de sua ex-mulher Yara Macedo dos Santos, de 30 anos, após ela se recusar a lhe mostrar o celular. O casal estava separado há um mês, e Edson não aceitava o fim do relacionamento.

Segundo a investigação feita pelo SIG (Setor de Investigações Gerais) da polícia da cidade de Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande, Edson chegava a ficar dias sem trabalhar atrás de Yara.  Segundo a investigação, Yara foi agredida com socos na última segunda-feira (25) e morta com um tiro na cabeça após se negar a mostrar para o ex-marido o celular, segundo o que relatou o filho de 14 anos da vítima em depoimento na delegacia.