Um acidente deixou pelo menos 45 mortos, neste domingo 1º, em uma região montanhosa do norte da India. Um ônibus despencou de um barranco e se partiu em dois pedaços. As informações são da rede de notícias Aljazeera.

O acidente ocorreu na área de Nanidhanda, no distrito de Pauri Garhwal, estado de Uttarakhand, por volta das 8h35 locais (00h35 no horário de Brasília). “O ônibus perdeu o controle, saiu da estrada e despencou em um vale profundo. Com o impacto, o veículo se partiu em duas partes e agora está em um pequeno rio no vale”, afirmou Deepesh Chandra Kala, gestor local de catástrofe.

As razões do acidente ainda serão investigadas. Não se sabe se o que causou a tragédia foi falha humana ou problema técnico. Cerca de 1,2 milhão de indianos foram mortos em acidentes de carro entre 2004 e 2014, enquanto 5,5 milhões ficaram gravemente feridos.


O ‘Fantástico’, da TV Globo, repercutiu a morte da menina Vitória Gabrielly. Neste domingo, 01/07, o programa da Rede Globo de Televisão mostrou a confissão do assassino na menina, que morreu aos 12 anos, após sair de casa usando um par de patins cor e rosa. O pedreiro Júlio Costa deu detalhes sobre como foi o dia em que Vitória Gabrielly foi assassinada. Ele chocou ao dar detalhes sobre o crime

ÁUDIO REVELA CONFISSÃO DO ASSASSINO DE VITÓRIA GABRIELLY

O ‘Fantástico’ exibiu no ar um áudio que seria de Júlio Costa confessando a um policial como teria matado a menina. Ele revelou, por exemplo, que Vitória Gabrielly foi colocada por ele em um carro com o casal que também foi preso pelo crime da menina.

Júlio contou que Vitória Gabrielly gritava desesperada e que, para se defender, entrou em luta corporal com ele. Nas mãos da menina foi encontrado material genético de Júlio. De carro, o pedreiro diz que ele e o casal preso foram com a menina até uma região de mata, no município de Araçariguama, onde o assassinato foi efetuado.

EM ÁUDIO AO FANTÁSTICO, ASSASSINO FALOU SOBRE MORTE

O pedreiro disse que aceitou matar Vitória Gabrielly porque tinha uma dívida com o tráfico de drogas e era ameaçado. Ele chegou a mudar o depoimento algumas vezes. No local do assassinato, Vitória Gabrielly teve uma meia enfiada na boca e as mãos e pés amarrados. Júlio garante que se arrependeu pelo o que fez, enquanto o casal que está preso nega participação no crime.

O desaparecimento de Vitória causou muita comoção e chamou a atenção de todo o Brasil, que torcia para que a garota cheia de sonhos fosse encontrada viva, mas infelizmente isso não aconteceu. O corpo de Vitória foi encontrado no dia 16 de junho em uma área de mata, já em avançado estado de decomposição, desde então a polícia trabalha com afinco em busca dos responsáveis pela morte brutal da jovem.


Uma mulher de 33 anos foi presa suspeita de permitir que seu companheiro abusasse da própria filha, de 13 anos. Ela teria construído um quarto destinado aos estupros.

O homem, por sua vez, negou os abusos e disse aos agentes que estava apenas “namorando” a enteada desde que ela tinha 12 anos. O caso ocorreu em Tocantinópolis, no norte do Tocantins.

De acordo com o G1, o caso começou a ser investigado em maio, mas só foi divulgado neste domingo (1º). O homem foi denunciado não só pelo estupro, como também por porte ilegal de arma. Ainda em maio, a polícia fez uma busca na residência deles e encontrou a arma. O casal, que vive em união estável há 9 anos, confessou que os abusos ocorriam há mais de um ano.


O vídeo passou a circular na web, e no twitter, brasileiros parecem comemorar a agressão que a mulher sofreu.

Day McCarthy, a socialite que apareceu queimando páginas da bíblia sagrada no ano passado, parece ter encontrado o que tanto procurou. Depois de ser vista em um show da brasileira Anita em Londres, na Inglaterra, na última semana, Day McCarthy acabou flagrada sendo agredida por uma outra brasileira.

A mulher, que não teve sua identidade revelada, aparece batendo várias vezes no rosto da socialite, que tentava apenas se defender dos tapas. Veja o Vídeo:


Agentes da polícia civil apreenderam sete quilos de cocaína escondidos em piso falso de uma casa localizada no bairro Conceição, em Itabuna, na manhã deste sábado (30). O flagrante aconteceu durante cumprimento de mandado e apreensão.

De acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), a instabilidade de um azulejo chamou a atenção dos policiais civis. Em seguida, após a retirada da cerâmica, os agentes encontraram os tabletes de cocaína. Porções de maconha, munições e cadernos com anotações também foram encontrados.

Dentro da casa os policiais prenderam em flagrante Elton de Jesus Filho, conhecido como ‘Bicudo’.


Ainda conforme relatos de testemunhas, o acusado pegou a criança no colo e esperou, ao lado do corpo, a chegada da polícia.

Uma jovem de 21 anos foi morta a pauladas e facadas pelo ex-companheiro na manhã deste domingo (1º), no bairro Monte Castelo, em Teixeira de Freitas, enquanto segurava o filho do casal no colo. O acusado, identificado como Emanuel Ferreira dos Santos, de 34 anos, foi detido em flagrante.

De acordo com relatos de testemunhas ao portal de notícias local Bahia Extremo Sul, a vítima caminhava com o filho no colo quando foi agredida a golpes de pau e faca. A jovem foi agredida na cabeça e levou seis facadas. A criança também foi atingida, mas não corre risco de morte. Ainda conforme relatos de testemunhas, o acusado pegou a criança no colo e esperou, ao lado do corpo, a chegada da polícia. Ele foi preso em flagrante e deve responder por homicídio. Conforme o portal de notícias, o acusado não aceitava o fim do relacionamento dos dois.


Na manhã de quinta-feira (28), uma menina recém-nascida foi encontrada morta após ser jogada em uma lixeira do 6º andar, em Santos, no litoral de São Paulo.

A mãe suspeita do crime trocou mensagens de texto momentos antes com o pai do bebê. Segundo a polícia, ela teria demonstrado insatisfação com a filha e dito não querer ‘mais uma boca para comer’. Ela está presa preventivamente pelo crime de homicídio qualificado. O corpo foi localizado por um catador de latinhas que revirava o lixo, no bairro Gonzaga. Segundo a Polícia Civil, conversas mantidas pelo aplicativo de mensagens WhatsApp dão conta de que, antes do crime, a mãe da criança deu a entender que não a queria por motivos financeiros.

“Havia uma conversa na qual ela dizia que eles ‘não tinham condições de criar mais uma boca’. Ele chegou a sugerir que ela fosse embora para Ribeirão Preto. Depois, diz ‘você matou minha filha’, seguido de ‘se livra disso’”, afirmou o delegado responsável pelo caso, Renato Mazagão Júnior.

A polícia, a princípio não trabalham com a hipótese do pai ter participado do crime. Ele teria apenas auxiliado na fuga da ex-companheira, pedindo um veículo por aplicativo para transportá-la, junto com a filha de três anos, para Praia Grande, no litoral paulista, onde também tem um imóvel.


Um homem, identificado como Adão Pereira Pinto, vulgo “Dãozinho”, matou o próprio irmão a facadas, na manhã deste sábado (30/6), na fazenda Beira Rio, região de Morrinhos, zona rural de Guanambi.

Segundo informações publicadas no blog do  Vilson Nunes, a vítima, identificada como Adevaldo Pereira Pinto, de 36 anos de idade, foi esfaqueada pelo agressor durante uma discussão. Bastante ferido, Adevaldo morreu no local. O autor do crime foi preso em flagrante por uma guarnição da Polícia Militar e apresentado na Delegacia Territorial de Guanambi. A arma utilizada no crime também foi apreendida.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Guanambi para ser necropsiado. Em contato com a reportagem, o coordenador da 22ª Coorpin, delegado Clécio Magalhães, informou que o inquérito já foi instaurado e a Polícia Civil investiga o caso. A motivação do homicídio não foi informada até o fechamento da matéria.


Um professor foi morto a tiros, na manhã da última quarta-feira (27), na cidade de Guaiúba, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

O crime aconteceu na Escola de Ensino Fundamental e Médio José Tristão Filho, localizada na Rua Maria do Carmo, 100. Segundo informações colhidas pela Polícia no local do crime, um aluno invadiu a escola e atirou contra o professor, que era também o coordenador da unidade de ensino, em sala de aula, diante de vários colegas. Em seguida fugiu. Os dois haviam discutido anteriormente.

De acordo o M Ceará, o professor, cujo nome não foi revelado, foi baleado no tórax e abdome. Uma equipe de socorristas foi enviada ao local, mas a vítima não resistiu aos ferimentos.


O delegado Luis Eduardo Sandim Benites afirmou que a vítima não aceitava o relacionamento do casal.

Uma adolescente de 12 anos e o namorado de 16 são suspeitos de terem matado a mãe da menina, de 37 anos, em Pinheiro Machado, na Região da Campanha do Rio Grande do Sul. Segundo a Polícia Civil, o crime ocorreu na tarde de quinta-feira (28), na casa onde a mulher morava.

“Houve uma briga entre a mãe e o namorado da filha. A mãe não concordava com o relacionamento. Mataram ela e enterraram no pátio de casa”, disse o delegado.


Pesquisadores da Universidade de Sorocaba (Uniso) e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em São Paulo, criaram um curativo cicatrizante a partis de uma proteína encontrada no abacaxi. “Quem tem ferimentos graves sabe muito bem a diferença que faz um bom curativo. 

Resultado de imagem para abacaxi

Ele precisa criar uma barreira contra microrganismos, evitando contaminações, e também ser capaz de propiciar atividade antioxidante para diminuir o processo inflamatório de células mortas e pus”, explicou Angela Faustino Jozala, coordenadora do Laboratório de Microbiologia Industrial e Processos Fermentativos (LaMInFe) da Uniso e uma das autoras do artigo.

Segundo a Agência Fapesp, foram realizados testes em laboratórios, com o uso de membranas de nanocelulose bacteriana. As estruturas foram submersas por 24 horas em solução de bromelina, a proteína do abacaxi. O resultado foi um aumento de nove vezes na atividade antimicrobiana da nanocelulose bacteriana.


Cães farejadores ajudaram a Polícia Civil a considerar esclarecido o assassinato da menina Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, de 12 anos, que desapareceu no último dia 8 de junho, depois de sair de casa para andar de patins, em Araçariguama, interior de São Paulo.

46546-1

 Segundo a polícia, a garota foi assassinada pelo casal Bruno Marcel de Oliveira, de 33 anos, e Mayara Borges de Abrantes, de 24 anos, presos na manhã desta sexta-feira, 29, em Mairinque, na mesma região. “As diligências empregadas com cães farejadores, treinados para situações como as aqui tratadas, identificaram a presença de Bruno no local em que o corpo da vítima foi localizado”, afirmou a polícia no pedido de prisão temporária do casal.

Capturar-4

Burno e Mayara já tinham sido apontados como autores do crime pelo servente de pedreiro Julio César Lima Ergesse, que também está preso. A polícia acredita que ele ajudou o casal a matar Vitória, por isso ele também foi indiciado por homicídio doloso, juntamente com o casal. Na manhã desta sexta-feira, a polícia levou os cães à casa de Bruno, em Mairinque, para a coleta de novas provas. De acordo com o delegado seccional de Sorocaba, Marcelo Carriel, Bruno e Mayara negam o crime, mas, em seus depoimentos, entraram em contradição diversas vezes.

No pedido, a polícia afirmou ser necessária a prisão temporária “para se resguardar o sucesso das investigações, pois é imprescindível e urgente o esclarecimento dos fatos, até diante das novas evidências surgidas” e “diante do clamor popular que o caso alcançou”. A prisão foi decretada pela Justiça pelo prazo de 30 dias.