Uma professora conhecida como Kaká foi morta na manhã de sábado (23) a pauladas enquanto dormia em sua própria casa, na na cidade de Maringá, município no Paraná. A principal suspeita da Polícia Civil é de latrocínio, que é o roubo seguido de morte.

A Polícia Civil buscou imagens das câmeras de segurança de residências localizadas na região onde morava a professora Maria Aparecida Carnelossi Pacífico, 60 anos, para identificar os autores do crime que chocou Maringá. Um morador de rua e usuário de drogas, de 41 anos foi preso e confessou o assassinato. Em depoimento, ele teria entregue um outro andarilho que também seria usuário de drogas e teria participado do crime. Esse suspeito também foi detido.

“O andarilho afirmou que os dois entraram na casa da vítima inicialmente para roubar, apenas, e não soube dizer como tudo caminhou até a morte dela”, destaca o delegado da 9ª SDP Luiz Henrique Vicentini, responsável pelo caso.


Subiu para dois, o número de vítimas fatais no grave acidente ocorrido na noite de domingo (24) na BA-263, no trecho que liga os municípios de Itapetinga e Itororó.

Quatro pessoas viajavam em um Fiat/Uno em direção a cidade de Itapetinga, quando o motorista tentou desviar de um cavalo no meio da pista, ocasionando a perda de controle do carro, seguido de capotamento.

A idosa Leonidia Maria de Jesus, de 87 anos morreu local do acidente e uma jovem foi  hospitalizada no hospital Cristo Redentor, vindo a falecer no fim da manhã de hoje, segunda-feira (25). Juliana Santos Silva, 17 anos havia passado cirurgia, mas não resistiu.

A jovem era estudante do Colégio Polivalente, no município de Itambé. Tanto a idosa, quando a jovem Juliana eram moradores do distrito de São José do Colônia, pertencente ao município de Itambé. No momento do acidente, a família estava retornando para casa após um churrasco na zona rural de Itapetinga. O carro era conduzido pelo genro de dona Leonidia , Fabrício Ferreira Costa Franklin.


Uma mulher foi presa neste domingo (24) suspeita de participação na morte do ex-marido dela, em Guanambi, no Centro Sul Baiano.

De acordo com informações obtidas pelo site Sudoeste Bahia, Maria da Gloria Silva de Almeida atraiu Antônio Carlos Silva Martins, 44 anos, para o local do crime. Ele foi morto a facadas e teve as mãos e os pés decepados. O atual namorado dela, que ainda não teve a identidade revelada pela polícia, também suspeito de envolvimento no crime, está foragido. Antônio estava desaparecido desde o ultimo domingo (17).

Segundo a Polícia Civil, na manhã de hoje, Maria da Gloria ligou para o Centro Integrado de Comunicação (Cicom) informando sobre a localização do corpo. Equipes da Polícia Militar e do Serviço de Investigação (SI) da 22ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) foram ao local, um matagal próximo ao Residencial Gurungas e constataram o fato. Ainda segundo a polícia, Maria da Gloria confessou o crime, em depoimento. Ela foi presa e autuada por homicídio qualificado e ficará a disposição da justiça no Sistema Prisional da Delegacia Territorial de Guanambi. A polícia não divulgou mais detalhes sobre o caso, que segue sendo investigado. // Sudoeste Bahia


Na madrugada desta segunda-feira, 25, por volta das 4h, ocorreu um homicídio na Rua das Turbinas, nas proximidades do parque de exposições, no bairro de Barreirinhas, em Barreiras.

De acordo com informações, um desentendimento dentro do Parque de Exposição, onde estava ocorrendo o São João de Barreiras, teria ocasionado o homicídio. Um rapaz não identificado teria dado um esbarrão proposital no jovem identificado por Atillas Henrique Batista de Souza, 18 anos. Atillas acionou os policiais militares que acabaram advertindo o indivíduo que esbarrou nele.

Os amigos de Atillas acreditam que o rapaz que foi advertido pela PM teria ficado com raiva e preparado uma vingança. O agressor, que estava acompanhado de alguns indivíduos, abordou Atillas na Rua das Turbinas. O jovem ainda tentou se defender e os dois entraram em luta corporal. Atillas ainda correu, mas foi alcançado e esfaqueado.


A vítima, ainda sem identificação, foi morta com vários golpes de uma peça de veículo conhecida como “feixe de molas”.

Um crime brutal, com requintes de crueldade e ainda cercado de mistérios. O pequeno município de Ibicaraí foi palco de um assassinato em plena tarde deste domingo (24).

As pancadas foram todas no rosto. O corpo do homem foi encontrado em cima de um colchão, numa garagem. Sob o tórax, o objeto do crime e um prato de comida com duas colheres, o que dá a entender que havia alguém comendo com o rapaz, momentos antes do crime.


A Polícia Rodoviária Estadual registrou uma ocorrência de acidente automobilístico com vítima fatal na BA-263, na noite deste domingo, 24, no trecho que liga os municípios de Itapetinga/Itororó, na entrada do Distrito de Bandeira do Colônia.

Uma família composta por cinco pessoas oriundas do Distrito de São José tinha saido para comemorar os festejos juninos com os familiares em uma fazenda na região do município de Itapetinga, mas no início da noite deste domingo, 24, quando retornava para sua residência a bordo de um Fiat Uno, trafegando pela BA-263, chegando ao Distrito de Bandeira, o condutor se deparou com cavalos na pista, ao tentar se desviar, perdeu o controle da direção, saiu da pista e capotou várias vezes.

O veículo Fiat Uno Mille Way, ano 2010, placa NTF 9702, licença de Caatiba, em nome de Fielino Costa Franklin,  estava sendo conduzido por Fabrício Ferreira Costa Franklin, o carro ficou com as rodas para cima. Dos cinco ocupantes, a idosa Sra. Leonídia Maria de Jesus, conhecida como “Dona Diôla”, 87 anos, acabou morrendo no local, duas mulheres e um homem foram socorridos pelo SAMU  e encaminhados ao Pronto Socorro do Hospital Cristo Redentor em Itapetinga, o quarto sobrevivente saiu totalmente ileso do acidente. 


Aguerra de espadas realizada na cidade de Senhor do Bonfim, norte da Bahia, gerou confronto entre a Polícia Militar e espadeiros na noite de sábado (23). Os PMs tentaram impedir a prática após recomendação de suspensão pelo Ministério Público Estadual (MP-BA). A polícia tentou impedir que os artefatos fossem acendidos na fogueira.

Na ação, os policiais chegaram a usar spray de pimenta e balas de borracha para tentar dispersar a população, mas não conseguiram. Em seguida, os PMs deixaram o local e a guerra de espada continuou. De acordo com o site G1, o Corpo de Bombeiros foi acionado para apagar a fogueira, no entanto, foi impedido pelos espadeiros.


Na noite desta última quinta-feira, (21), um fato chamou a atenção em São Gabriel da Palha, no Espírito Santo . Uma mãe é acusada de queimar as mãos e língua de seu filho.

A Polícia tomou conhecimento após uma denúncia anônima de uma vizinha, que relatou que uma mãe. havia queimado seu filho. O Conselho Tutelar foi acionado, porém a mãe não deixou que os conselheiros entrassem em sua residência, foi então solicitado o apoio da Polícia Civil que se dirigiu ao local e assim conseguiram contato com a criança.

Na residência o menino ao ser questionado, chorou e mostrou mãos e línguas queimadas. A mãe disse que o menor havia se queimado na panela de pressão que estava sobre o fogão. O menor foi encaminhado ao pronto atendimento no hospital Dr. Fernando Serra, em conversa com uma psicóloga, o adolescente disse que sua mãe queimou suas mãos e língua com uma colher quente como punição por ele ter feito ‘bagunça’ na escola.


O caso aconteceu em Curitiba e causou grande comoção, familiares, amigos, conhecidos e anônimos, querem saber o que aconteceu com o corpo da menina.

Quem roubou o caixão com o corpo da bebê de um ano, identificada como Valentina de Fátima Vieira? Além da dor e do desespero de ter perdido a filha tão precocemente, os pais da menina enfrentam agora mais uma tragédia, o sumiço do corpo da menina, que foi roubado do cemitério onde ela foi enterrada, poucas horas depois do sepultamento.

Causa da morte de Valentina

A pequena Valentina morreu na quarta-feira (20) e ainda não há confirmação da causa da morte, mas segundo seus familiares ela apresentava sintomas de gripe. Na terça-feira (19), ela foi levada até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Boqueirão, onde foi constatado que a menina apresentava febre alta, mesmo assim foi liberada e retornou para casa.


Um jogador de futebol, de 22 anos foi preso em flagrante na última quinta-feira (21/4) acusado de matar uma mulher transexual de 33 anos. A vítima foi identificada como Thalia Costa Barboza.

Conforme a polícia, ela foi morta a pauladas por Douglas Gluszszak Rodrigues, que jogava futebol pela Associação Esportiva São Borja, time que disputa a Segunda Divisão do Campeonato Gaúcho.

O corpo de Thalia foi encontrado próximo a uma Estação de Captação de água às margens do Rio Uruguai, em São Borja, no Rio Grande do Sul. De acordo com o UOL, o suspeito assumiu a autoria do crime, alegando que estava sofrendo ameaças de Thalia, com quem mantinha um relacionamento.

“Ele conta que, nos últimos dias, vinha recebendo ameaças da vítima, que publicaria fotos dele com ela nas redes sociais”, contou o delegado responsável pelo caso. Douglas não deu detalhes sobre como cometeu o assassinato.

Em nota, o clube no qual ele atua, a Associação Esportiva de São Borja, classificou o atleta como “um esportista disciplinado”.


Um ato bárbaro chocou a população de Coribe, no Oeste da Bahia, deixando um ônibus destruído e um idoso morto.

Segundo testemunhas, um grupo de jovens que participava da tradicional festa da “Lavagem do Bar Vilson” depredava um ônibus da Viação Novo Horizonte, estacionado na Avenida Rui Barbosa, no centro da cidade, quando o idoso se aproximou e repreendeu o ato de vandalismo.

Imediatamente o grupo passou a agredir o idoso com pedradas, socos e pontapés, de acordo com testemunhas, deixando-o em estado grave. Uma equipe do SAMU prestou socorro ao homem ferido, no entanto, ele morreu antes de chegar à unidade de saúde, provavelmente, com traumatismo craniano.

O grupo agressor ateou fogo ao ônibus que foi totalmente destruído pelas chamas. O óleo do veículo vazou e percorreu a avenida, oferecendo perigo aos condutores que passavam pela via.

O ônibus estava em frente a uma oficina mecânica e loja de autopeças. As chamas atingiram a fachada e o portão de metal do estabelecimento comercial, entretanto, populares conseguiram debelar o incêndio na loja.

A Polícia Militar chegou rapidamente ao local, no entanto, somente um suspeito foi detido e encaminhado à Delegacia Territorial de Coribe. A PM informou à redação do Portal Lapa Oeste que o idoso estava sem documentos e não foi reconhecido.


O jornalista Bruno Oliveira morreu na madrugada desta sexta-feira (22), em Ibicuí, vítima de um infarto. Ele era natural de Ilhéus e atuava na assessoria de marketing do Brega Light e da Cast Produções, que tem as bandas Vingadora e Raneychas.

De acordo com informações, ele estava na festa de São João, que acontece no município, quando sentiu-se mal. Bruno foi levado para o hospital, mas já chegou morto.


Um rapaz foi vítima de latrocínio na manhã desta quinta-feira (21), em Feira de Santana.

O fisioterapeuta Leonardo de Freitas Oliveira tinha 34 anos e era filho do radialista Aristides Oliveira. Era por volta das 6h, quando um bandido invadiu a casa da família, na Rua Juscelino Kubitschek, no bairro Santa Mônica.

Abalado, o radialista contou que ainda estava dormindo, no momento da invasão. “Meu filho ia trabalhar e minha esposa levantou cedo para preparar o café. Ela foi na cozinha abrir a porta para clarear o ambiente e o bandido já estava lá no fundo da casa. Ele [assaltante] estava armado e imobilizou minha esposa, que gritou. Meu filho pediu que ele não fizesse nada. Em determinado momento, meu filho agarrou o bandido. Eles lutaram e eu ouvi o disparo. Eu tentei, mas não pude fazer nada”, relatou o comunicador, em entrevista ao blog Acorda Cidade.