Foto: Ilustrativa

Segundo a Polícia Civil, a mãe precisou sair e deixou a jovem tomando conta do irmão mais novo. Na quinta feira (4), Uma jovem de 18 anos foi presa suspeita de matar e mutilar o irmão de 5 anos, em São Roque, interior de São Paulo.

O crime ocorreu na casa da família. Segundo a Polícia Civil, a mãe precisou sair e deixou a jovem tomando conta do irmão mais novo. Quando a mulher voltou, encontrou a casa trancada e a filha se negava a abrir. Ela só conseguiu entrar depois que a porta foi arrombada por um cunhado que mora próximo.


A dona de casa Eli Machado de Souza, 53 anos, estava nervosa quando entrou na delegacia, na tarde desta quarta-feira (3), para explicar por que jogou o neto de dois meses do primeiro andar da casa onde mora, no bairro de Cosme de Farias, em Salvador. A tentativa de homicídio aconteceu por volta das 11h desta quarta. Segundo as testemunhas ouvidas pela polícia, Eli tem problemas psíquicos e já teve outros surtos nos últimos anos. 


                              (Foto: Renato Costa/FramePhoto/Folhapress)

Uma série de requisitos serão necessários para o órgão público que quiser fazer novas contratações. A medida estimula terceirização.

Em decreto publicado no Diário Oficial da União dessa sexta-feira (29), o presidente Jair Bolsonaro cria uma série de exigências para liberar a autorização para que sejam realizados concursos públicos. Na prática a medida estimula a terceirização.


“Ele falou que ia sair daqui de dentro, o caixão dele e o meu”, relembrou uma moradora de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, que não quis se identificar, e que se tornou mais uma vítima da violência doméstica.

O caso ocorreu em dezembro do ano passado. A mulher de 30 anos sobreviveu após o ex-companheiro atear fogo nela, entretanto parte das costas dela ficou deformada. A mulher teve queimaduras de primeiro, segundo e terceiro grau, e ficou internada por mais de dois meses. Agora, luta para que o ex-companheiro, identificado como Mário Batista dos Santos, pague pelo crime, já que ele está foragido desde 8 de dezembro.


Luís Antônio de Medeiros Senna, 45 anos, ex-jogador do Fluminense, Botafogo, Bahia, Bangu e da Portuguesa na década de 90, é suspeito de ter assassinado e esquartejado a própria irmã, a designer gráfica Samura Sento Sé Braz, 34 anos, no bairro Jardim Carioca, na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro. O crime teria sido motivado por uma disputa de herança.


Um grupo formado por nove mulheres e três adolescentes registraram uma denúncia de maus tratos contra um pastor evangélico, que administra uma casa de acolhimento para dependentes de drogas, no Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife. A polícia começou a investigação, depois que a mãe de uma das garotas registrou a primeira queixa.

As garotas, que fazem parte do abrigo, chegaram à delegacia em uma van da prefeitura da cidade, após serem retiradas da casa de acolhida por funcionários do governo municipal.


A Secretaria de Segurança Pública (SSP) está investigando os atos de vandalismos e roubo de equipamentos no galpão do governo, localizado no bairro Quintas do Morumbi, em Itapetinga. A depredação ocorreu no início da semana e foi denunciada às autoridades policiais e à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) na quinta-feira (10). No local, será implantada uma fábrica de calçados, com previsão de instalação até março deste ano.


Uma mulher foi morta pelo ex-namorado em frente de casa, em Formiga (MG), por volta das 22h desta quinta-feira. A filha dela, de 17 anos, também foi alvo de disparos. Em seguida, o autor do crime, tratado pela Polícia Civil de Minas Gerais como feminicídio, cometeu suicídio. A arma usada no crime não era legalizada e foi apreendida.

Milena Pereira Siqueira, de 37 anos, já tinha registrado ocorrência por ameaça contra Emerson Modesto de Faria, de 45 anos, que chegou a ser preso à epoca, mas foi solto após pagar fiança. A polícia afirmou que a motivação dele foi não aceitar o fim do relacionamento.


Uma brincadeira terminou em tragédia na tarde desta quarta-feira (26), em Rio das Ostras. Um homem, de 41 anos, identificado como Carlos Henrique Barreto da Silva morreu engasgado depois de colocar um peixe vivo na boca para tirar uma foto.

No momento do acidente, Carlos tentava fingir que comia o animal, que media aproximadamente a palma da mão. Uma outra pessoa tentava fotografar. A brincadeira não teve um final feliz: o peixe pulou e entrou na traqueia do homem.


Resultado de imagem para vereador mata ex com três tiros na frente da casa delae se suicída

Um vereador do município de Serra do Salitre (MG) matou a ex-mulher com três tiros no tórax na tarde de terça-feira (18), em frente à residência dela, no bairro Parque Santo Antônio, por não aceitar o fim do relacionamento, segundo testemunhas. Em seguida, Wagner Silva, de 50 anos, efetuou outro disparo na direção do próprio peito. Ambos chegaram a ser socorridos, mas não resistiram aos ferimentos.