Ainda de acordo com o amigo, Willian que trabalhava no setor de xerox da UNEB em Coité, viajou para passar apenas o fim de semana.

Familiares e amigos de William Gordiano Silva, 34 anos, receberam na manhã deste sábado, 11, a triste noticia de que o mesmo foi encontrado morto com sinais de espancamento e cortes pelo corpo ás margens da rodovia BR 418 nas proximidades da cidade de Nanuque, no sudoeste do Estado de Minas Gerais.

A notícia chegou através da polícia que encontrou objetos pessoais e uma passagem de ônibus junto ao corpo e o celular da vítima tendo encontrado alguns contatos e ao rastreio localizou uma pessoa com quem manteve o primeiro contato telefônico e consequentemente chegou a família.


A Lei Maria da Penha completa 12 anos nesta terça-feira (7) em meio a várias notícias de crimes cometidos contra mulheres, principalmente homicídios.

Sancionada em 7 de agosto de 2006, a Lei 11.340 representa um marco para a proteção dos direitos femininos ao endurecer a punição por qualquer tipo de agressão cometida contra a mulher no ambiente doméstico e familiar.

Em pouco mais de uma década de vigência, a Lei motivou o aumento das denúncias de casos de violação de direitos. Segundo o Ministério dos Direitos Humanos (MDH), que administra a Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, o Ligue 180, foram registradas no primeiro semestre deste ano quase 73 mil denúncias. O resultado é bem maior do que o registrado (12 mil) em 2006, primeiro ano de funcionamento da Central.


O acusado está foragido, e Lilly, como era conhecida, internada na Santa Casa de Pitangueiras.

Um crime bárbaro chocou os moradores de Ibitiúva, distrito de Pitangueiras, no interior de São Paulo. Depois de não aceitar o fim do relacionamento com a estudante Whailly Michele Mendes da Silva, de 24 anos, o ex-namorado a atingiu com 13 facadas. Identificado como Maycon Felipe de Oliveira Francisco, 19, ele se aproximou da jovem com a desculpa de receber um abraço de despedida.

O caso aconteceu no domingo (5/8), por volta das 22h, em frente à casa da vítima. Uma prima da estudante, Suelen Cristina da Silva, contou à Polícia Civil que os dois tiveram um relacionamento de seis meses, mas Whailly decidiu terminar após ser maltratada e ameaçada por ele. As informações são do Terra.


A mulher que deixou um bebê na porta de uma igreja católica, na semana passada, em Itajuípe, foi encontrada pela polícia. Ela é mãe do menino e contou que abandonou o filho porque não tinha condições de criá-lo.

De acordo com o delegado Josemar Chianca, titular de Itajuípe, a mulher, que não teve a identidade divulgada, prestou depoimento nesta sexta-feira (27). Além do bebê, ela tem mais oito filhos. A família mora na zona rural da cidade de Santa Luzia, a cerca de 100 km de Itajuípe. Segundo o delegado, a mulher foi liberada após prestar depoimento, porque não houve flagrante. Ela será indiciada por abandono de incapaz. Conforme o delegado Josemar Chianca, a mãe do bebê contou que tentou doá-lo, mas não conseguiu e, por isso, resolveu deixar a criança na igreja, com a esperança de que alguém o pegasse para criar.


O bebê que foi agredido pelo próprio pai e perdeu o lábio inferior em razão de mordidas está passando por testes alimentares no setor de nutrição do Hospital de Urgência de Teresina (HUT), no Piauí.

A equipe da unidade de saúde tenta adequar uma dieta para a criança semelhante ao que ela vai encontrar na casa da família, assim que tiver alta, o que deve ocorrer em 3 dias.

“A criança está na previsão de alta e está fazendo testes alimentares. Ela deverá ter alta daqui até a próxima semana ou em dois ou três dias se aceitar a dieta”, disse o diretor do HUT, Gilberto Albuquerque.


Um morador de Ubatã foi vítima de um golpe no valor de R$ 30 mil na última segunda-feira (23) após negociação para a compra de veículo Corolla, realizada via OLX, principal site de compra e venda de produtos e mercadorias do Brasil. A vítima disse que viu o anúncio do veículo ano 2015-2016 no valor de R$ 63 mil.

De acordo o site Ubatã Notícias, após negociação, um homem que se identificava com o nome de Maxuel e que supostamente seria cunhado do dono Corolla resolveu vender o veículo por 60 mil, que seria pago R$ 43 mil via transferência e dinheiro em espécie e mais a entrega de um veículo no valor de R$ 17 mil.


Segundo o inquérito, o bebê chegou à UPA com um quadro de vômito e febre por volta de 19h30 de segunda (23), e só foi atendida às 22h.

A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar a morte de um bebê de um ano e meio, em Breves, no Marajó. Segundo a denúncia da mãe da criança, a vítima morreu na madrugada desta terça-feira (24), após ser perfurada mais de 30 vezes na enfermaria da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) local, onde foi levada para atendimento.


Um bebê de 4 meses morreu atropelado na madrugada deste sábado (14) na BR-163, no município de Sorriso/MT, saída para Lucas do Rio Verde. A ocorrência foi registrada pela concessionária Rota do Oeste.

O pai relatou que estava com o bebê e a mãe numa motocicleta Honda Bros, quando caiu na pista. Em seguida, foi atropelado por outro carro. Segundo informações, a criança estava em um bebê conforto, sendo segurado pela mãe que imagina que o bebê tenha escorregado e caiu na rodovia. Ao perceber, a mãe teria pedido para voltar o trajeto e já acharam o menino esmagado.


O vendedor de uma loja de roupas da Baixada Fluminense foi preso em flagrante por filmar clientes trocando roupas no provador.

A polícia encontrou no celular do vendedor uma imagem do momento em que ele posiciona o aparelho para fazer as filmagens. Ele esqueceu que a câmera estava ligada e filmou o próprio rosto.

Uma imagens gravadas pelo homem envolve uma cliente menor de idade. Nas imagens, a adolescente, de 16 anos, entra para provar a roupa e percebe o aparelho fazendo a gravação.


A enfermeira inglesa Lucy Letby, 28 anos foi presa na última terça-feira (03/07) sob suspeita de ter assassinado oito recém-nascidos e ter tentado matar outros seis na maternidade Countess of Chester Hospital na cidade de Chester na Inglaterra.

As mortes ocorreram entre 2015 e 2016 quando ela trabalhava como enfermeira obstétrica na maternidade.  O caso está sob investigação da polícia inglesa.

As enfermeiras que trabalharam com Lucy estão em choque com a notícia. Isto porque elas afirmaram que Lucy parecia uma excelente profissional e também parecia ser muito amável com os recém-nascidos.


A Polícia Civil esclareceu, na tarde de terça-feira (3), que a adolescente Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, de 12 anos, foi morta por engano.

De acordo com informações da polícia, o depoimento de um homem ouvido hoje no Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa foi decisivo para que fosse descoberta a motivação do crime.

O homem disse aos policiais que devia cerca de R$ 7 mil a um traficante e que, por isso, estava recebendo ameaças de morte. A testemunha afirmou, ainda, que tem uma irmã com as mesmas características de Vitória Gabrielly e que sabia que o traficante para quem devia costuma punir integrantes da família dos devedores.


Um homem suspeito de ter incendiado a casa onde a ex-mulher estava morando em Itabela, no sul da Bahia, é investigado pela Polícia Civil.

De acordo com o delegado da cidade, Robson Andrade, o imóvel, que fica no bairro Jaqueira foi incendiado no último domingo (1º). A casa ficou destruída. A vítima, de 31 anos, registrou o caso na polícia nesta terça-feira (3). Ninguém ficou ferido na ação, pois, conforme informações preliminares da polícia o imóvel estava vazio.

Vizinhos da mulher disseram à Polícia Militar, que atendeu o caso, ter visto o suspeito provocando as chamas e depois fugindo do local. O suspeito foi identificado como Orlando Pereira Santos.


Enquanto matava a esposa, o homem acabou ferindo a própria mão e foi levado pela polícia para o Hospital Municipal (HMTF), onde teve que amputar um dos dedos.

Durante rondas ostensivas pelo centro de Teixeira de Freitas, policiais do PETO da 87ª CIPM foram surpreendidos no meio da rua Mauá por um homem que, com as mãos sujas de sangue, fazia sinal para a viatura parar. Era Emanoel Ferreira dos Santos, de 34 anos. Ele tinha acabado de matar a companheira, Marília Gomes de Souza, de 21.

O assassino, então, levou os policiais ao cenário do crime, na Avenida Profeta Issa, bairro Monte Castelo, onde foi encontrado o corpo da vítima. Marília foi morta com, aproximadamente, seis golpes de canivete, que atingiram a região da cabeça, pescoço e braço.