O policial civil Jorge Henrique Banha, de 48 anos, se matou com um tiro na boca após disparar contra dois jovens, tendo matado um, e constatar que um deles era filho de um colega seu da corporação.

A tragédia aconteceu por volta de 21h30, de sexta-feira (6), em uma distribuidora de bebidas localizada na Av. Padre Manoel da Nóbrega, Jesus de Nazaré, Centro de Macapá/AP. De acordo com testemunhas, os dois jovens, Ricardo Brito Oliveira, de 22 anos, e Ronald Willian Souza de Oliveira, de 21 anos, chegaram ao estabelecimento em um carro branco, estacionaram e entraram para comprar algo.


O corpo de uma jovem foi encontrado, na manhã de segunda-feira (2), no Pátio da Estação, no centro de Barra do Piraí (RJ). Um jovem identificado como Jhonatan Nunes Lima de Souza, de 24 anos foi preso no mesmo dia, apontado como autor do crime.

A Polícia Civil divulgou nesta terça-feira (3) as imagens de uma câmera de segurança que mostram o momento que a jovem Johanna Cerqueira, de 19 anos, é conduzida por Jhonatan, ao local do crime, pouco tempo antes de ser assassinada por ele.

Segundo a Polícia Civil, nas imagens é possível ver o jovem levando a vítima ao pátio da estação ferroviária, no Centro. Ele fica no local por uma hora e meia, e depois sai sozinho. Através destas imagens, o suspeito foi identificado e preso na tarde de segunda-feira (2). Assista:


Um professor foi morto a tiros, na manhã da última quarta-feira (27), na cidade de Guaiúba, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

O crime aconteceu na Escola de Ensino Fundamental e Médio José Tristão Filho, localizada na Rua Maria do Carmo, 100. Segundo informações colhidas pela Polícia no local do crime, um aluno invadiu a escola e atirou contra o professor, que era também o coordenador da unidade de ensino, em sala de aula, diante de vários colegas. Em seguida fugiu. Os dois haviam discutido anteriormente.

De acordo o M Ceará, o professor, cujo nome não foi revelado, foi baleado no tórax e abdome. Uma equipe de socorristas foi enviada ao local, mas a vítima não resistiu aos ferimentos.


Tamara Maiochi, 30 anos, morreu depois de cair e cortar o pescoço em estilhaços de uma taça de vidro na tarde da quarta-feira (27) em Itatiba, no interior de São Paulo.

As informações são do G1 Sorocaba. Testemunhas contaram à polícia que Tamara celebrava a vitória do Brasil contra a Sérvia, na rodada final da fase de grupos da Copa do Mundo. Ela se desequilibrou ao levantar de uma cadeira, sofreu a queda e acabou se ferindo.

Amigos que estavam celebrando com ela tentaram impedir o sangramento de continuar e chamaram os serviços de resgate. Apesar dos esforços, Tamara morreu no local. “Ela estava com a taça na mão e mais um celular na outra. Em seguida, ela escorregou, foi se apoiar na mesa e a taça atingiu no pescoço. A investigação continua, mas tudo indica que realmente foi acidente”, diz o delegado Luciano Carneiro de Paiva. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Jundiaí. O enterro acontece nesta sexta em Conchal, também no interior de São Paulo, cidade onde a vítima nasceu. Ela vivia sozinha em Itatiba.


As agências bancárias de todo o país vão fechar mais cedo nesta quarta-feira (27) por causa do jogo da seleção brasileira na Copa do Mundo.

Resultado de imagem para banco bradesco itororo

A partida contra a Sérvia será às 15h (horário de Brasília). O horário excepcional será determinado por cada banco, mas a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) recomenda que seja das 9h às 13h. A recomendação da Febraban segue uma circular do Banco Central publicada em maio, que permite que as agências bancárias funcionem por, pelo menos, quatro horas em dias de jogos do Brasil na Copa.

Mesmo sem compromisso de seguir um horário específico, as agências são obrigadas a afixar avisos com o horário de funcionamento nos dias de jogos do Brasil com pelo menos 48 horas de antecedência.


O caso aconteceu em Curitiba e causou grande comoção, familiares, amigos, conhecidos e anônimos, querem saber o que aconteceu com o corpo da menina.

Quem roubou o caixão com o corpo da bebê de um ano, identificada como Valentina de Fátima Vieira? Além da dor e do desespero de ter perdido a filha tão precocemente, os pais da menina enfrentam agora mais uma tragédia, o sumiço do corpo da menina, que foi roubado do cemitério onde ela foi enterrada, poucas horas depois do sepultamento.

Causa da morte de Valentina

A pequena Valentina morreu na quarta-feira (20) e ainda não há confirmação da causa da morte, mas segundo seus familiares ela apresentava sintomas de gripe. Na terça-feira (19), ela foi levada até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Boqueirão, onde foi constatado que a menina apresentava febre alta, mesmo assim foi liberada e retornou para casa.


Morreu, às 17h40 desta terça-feira (19/6), a jovem de 22 anos que fez um disparo de arma de fogo dentro de uma academia de tiro esportivo na 511 Sul. A informação foi confirmada pela Polícia Civil do Distrito Federal.

Segundo fontes policiais, a jovem alugou um revólver e atentou contra a própria vida, por volta das 10h30. Ela estaria treinando na academia há uma semana e foi socorrida com vida ao Instituto Hospital de Base (IHB). Mas não resistiu ao ferimento na cabeça. A jovem era habilitada para as aulas de tiros. Nas redes sociais, ela postou um vídeo de despedida, onde dava sinais de depressão.


A família de Vitória Emanuelle Lamontanha, 17 anos, moradora do Jardim Bela Vista, em Iracemápolis – São Paulo está desesperada. A garota desapareceu na tarde deste domingo (17), em Limeira/SP.

De acordo com informações que foram passadas por Sandra Regina Lamontanha, mãe da jovem, a garota estava com o namorado que mora em Limeira, e acompanhou o rapaz até o emprego dele, por volta das 14h, em um supermercado que fica na Avenida Agostinho Prada. Vitória disse ao namorado que iria descer até o ponto de ônibus que fica próximo à hípica em Limeira, e retornaria para sua casa, porém não foi mais vista.

De acordo com a mãe, a menina não tem nenhum problema com vícios e nunca havia desaparecido. A família tentou contato por várias vezes através do celular, mas o telefone está na caixa postal. A jovem vestia uma blusa de manga longa xadrez, shorts jeans e uma mochila da banda Slipknot. A mãe procurou a polícia civil para registrar um boletim de ocorrência do desaparecimento. // Rápido no Ar


Uma jovem de 21 anos foi vítima de feminicídio na tarde do último domingo (17), no município de Imbaú, no Paraná.

Bianca Melo Matias foi asfixiada até a morte pelo marido, que de acordo com a polícia, ainda tentou mudar a cena do crime para forjar um suicídio. De acordo com a polícia, o homem, que não teve o nome revelado, afirmou que o casal teve um desentendimento que teria descambado em agressão. Eles teriam brigado e a vítima teria partido para cima dele com uma faca. O homem disse que estava com o filho de 1 ano e dois meses no colo, e que a criança foi atingida pela faca.

Depois disso, ele enforcou a mulher e tentou manipular a cena do crime. A Polícia Militar foi acionada e o marido, num primeiro momento, disse que “encontrou a mulher morta no sofá, que ela teria cometido suicídio”.


Homem pintou as unhas e usou uma peruca para sair da unidade prisional na tarde deste sábado (16).

Um presidiário foi capturado por agentes penitenciários ao tentar fugir de uma das unidades do Complexo Prisional do Curado, na Zona Oeste do Recife, usando uma peruca e roupas de mulher. O caso foi registrado na tarde deste sábado (16), no Presídio Juiz Antônio Luiz Lins de Barros.

Segundo a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), Cleyton Alberty de Souza Firmino, 20 anos, tentou fugir por volta das 15h, durante a visita conjugal. Usando uma peruca e unhas pintadas, ele tentou sair pela porta da frente do presídio, quando foi impedido por agentes.

Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sindasp), o homem usou a identificação que a esposa dele havia ganho para entrar na unidade durante o horário de visitas. “Ele achava que, pela quantidade de gente que estava saindo, ninguém ia notar a presença dele ou pedir identificação”, comenta o presidente da entidade, João Carvalho. O detento vai ser submetido ao Conselho Disciplinar da unidade prisional e a carteira da visitante, que estava em posse dele, suspensa. //G1


Uma jovem foi presa em Itanhaém, no litoral de São Paulo, após encomendar a morte do próprio irmão, de 17 anos, ao atual namorado. Esse pedido aconteceu após uma briga entre os dois, que terminou com um tapa no rosto que revoltou a suspeita.

A confusão teria acontecido no dia anterior ao crime, por motivo ainda desconhecido das equipes de investigação. O autor do crime também foi preso e responderá por homicídio.

Segundo a polícia, ambos foram presos na última quinta-feira (14), após planejarem e executarem, com um tiro, o adolescente. Karina Cristina de Souza, de 24 anos, e o irmão Lucas Rodrigo de Souza moravam no bairro Umuarama. De acordo com informações da equipe de investigação da Delegacia de Investigações Gerais do município, o jovem havia prometido se vingar da irmã.

A situação foi presenciada pelo namorado de Karina, Reginaldo Gomes da Silva, de 50 anos, que, em depoimento, disse ter ficado com medo da ameaça de Lucas. O casal então planejou a morte do jovem. Na terça-feira (12), após Lucas sair de bicicleta com um amigo, Karina ficou sentada na frente do imóvel onde o rapaz morava, e Reginaldo se escondeu em um local próximo.

Ao ver o irmão retornando para casa com um colega, Karina avisou o namorado que, escondido, esperou Lucas. Ao entrar em casa, o jovem foi baleado com um tiro de espingarda no rosto. Os dois fugiram do local do crime, mas foram presos pela equipe da DIG após investigações que indicaram a autoria do casal.


Familiares identificaram os corpos como sendo de traficantes que atuavam no morro Chapéu Mangueira, no Leme (zona sul).

| Estadão Conteúdo 

Seis corpos foram localizados pelo Corpo de Bombeiros entre pedras, numa região conhecida como Pedra do Anel, na Urca, zona sul do Rio de Janeiro, na manhã deste domingo, 10. Familiares identificaram os corpos como sendo de traficantes que atuavam no morro Chapéu Mangueira, no Leme (zona sul), e estavam desaparecidos desde sexta-feira (8). A identificação oficial deles não havia sido divulgada até às 13h30.