Segundo a família dele, o incidente foi registrado em abril na festa de aniversário da mulher dele.

O motorista Márcio Queiroz, de 42 anos, morreu após fraturar a coluna durante uma brincadeira em um pula-pula em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá.

Márcio ficou internado por quase um mês e morreu no sábado (5). Segundo a mulher da vítima, Elaine Sobral dos Santos, Márcio estava no brinquedo e, bateu a cabeça na coxa, ao tentar fazer uma cambalhota. “Ele caiu dentro do pula-pula, sem movimentos e com o nariz sangrando”, disse. Ao cair de volta no brinquedo, ele não se moveu.


Cléia Rosa dos Santos, de 35 anos, mandou o amante matar o marido em 2016. No ano passado, após ser ameaçada também encomendou a morte dele.

Uma mulher de 35 anos foi presa neste sábado (24) em Sinop, a 503 km de Cuiabá, suspeita de mandar matar o marido e, depois de um ano, o amante dela. Cléia Rosa dos Santos confessou a participação nos crimes. Além dela, outros dois homens foram presos suspeitos de envolvimento na morte do amante.

De acordo com a Polícia Civil, o marido dela, Jandirlei Alves Bueno, foi morto em outubro de 2016. Cléia teria pedido ao amante, Adriano Gino, que o matasse. Jandirlei foi golpeado com facadas e encaminhado para o hospital. Ele morreu dois meses depois. Os dois teriam forjado um latrocínio para atrapalhar as investigações da polícia. As suspeitas foram confirmadas depois das investigações. À Polícia, os assassinos apontaram local onde foi enterrado o amante. Assista: