A vítima fatal foi identificada como Ariana, de 34 anos, mulher do goleiro do time. Ela chegou a ser socorrida em carro particular, mas não resistiu aos ferimentos, durante o trajeto.

Untitled-3.jpg

Untitled-4.jpgUm tiroteio na tarde deste domingo (24), no bairro Daniel Gomes em Itabuna, deixou pelo menos seis pessoas feridas e uma mulher morta. De acordo com informações, após os jogos do Interbairros, a população foi comemorar em um bar da localidade. Nesse momento elementos em um veículo prata passou disparando aleatoriamente. Várias pessoas foram atingidas. Algumas foram socorridas para o Hospital de Base. A vítima fatal foi identificada como Ariana Santos, de 34 anos. Ela chegou a ser socorrida em carro particular, mas não resistiu aos ferimentos indo a óbito antes mesmo de chegar no Hospital. De acordo com informações, Ariana era esposa de Marcelo, goleiro do time do Daniel Gomes. Ela deixa um filho de apenas 6 anos de idade.


O diretor do presídio, Adriano Jacome, deu voz de prisão e o advogado foi conduzido para o Complexo Policial de Itabuna.

O advogado George Cardoso, foi detido na tarde desta quarta feira (30), acusado de tentar entrar com um chip de celular, dentro de uma Bíblia, no Presídio de Itabuna. O objetivo de Cardoso era passar o chip para um detento, seu cliente.

A informação foi passada pelo repórter Wádson Santos, da rádio Difusora de Itabuna. O diretor do presídio, Adriano Jacome, deu voz de prisão e o advogado foi conduzido para o Complexo Policial de Itabuna. Em sua defesa George disse que familiares do interno pediram que ele entregasse um recipiente de água e ele não observou que tinha um chip dentro. Foi feito um Termo Circunstanciado e Cardoso vai responder em liberdade.

Fonte: RBN.


danilo secoA polícia de Itabela prendeu neste sábado (23) Danilo Silva Santos, conhecido como Danilo Seco.

Esta semana ele chegou a ser apontado como suspeito de participar da morte do policial militar Dênisson Rodrigues, na última quinta-feira, em São José da Vitória, mas a participação dele foi descartada após o acesso a imagens do circuito interno de segurança.

Danilo estava escondido em uma casa no bairro Jardim Paquetá e foi levado para a sede da Polícia Federal de Porto Seguro, mas o delegado de Itabela, José Hermano Costa, disse que Danilo não teve envolvimento com a morte do policial em São José e que a prisão foi por causa de dois mandados em aberto solicitados pela Polícia Federal por assaltos praticados por ele na região.


Mais um acidente grave nesta manhã de segunda feira, na rodovia Ilhéus/Itabuna, Br 415. Um cidadão acabou perdendo  a vida.

IMG-20150511-WA0015

O homem que morreu na localidade foi identificado como Guy Enoque Carteado, de 59 anos, ele estava em um carro Corola, placa OUD 5435.

Os outros veículos envolvidos são uma moto, azul, placa JSP-6877, e um veículo Ranger, prata, placa NZP-0925, de Ilhéus.

IMG-20150511-WA0016

Segundo um amigho da vítima,Guy Enoque estava morando em Salvador e que possuía uma fazenda, herdada do pai, na BR 415, entre Ilhéus e Itabuna.

VERMELHINHO


onib3

Agentes penitenciários de Ilhéus, mais uma vez interceptaram a entrada de drogas e objetos, no presidio Aristom Cardoso. Foram encontrados dentro da vagina de  Poliana Pereira dos Santos, um relógio marca Invicto, uma corrente grossa dourada com um crucifixo  e cerca de 112 gramas de maconha. O material seria entregue ao seu namorado,  Wagner Vieira Ribeiro,  custodiado no módulo I do presídio. Ela foi encaminhada para o plantão da 7ª Coorpin, onde ficará a disposição da Justiça.


Foto: Divulgação

O advogado Roney Franco, que representa Carla Rocha, declarou que pediu para a sua cliente responder o processo em prisão domiciliar, tendo em vista que ela sofreu recentemente um AVC (acidente vascular cerebral) e está se convalescendo.

Carla foi presa em flagrante na última quarta-feira em Itabuna acusada de cárcere privado e tráfico de drogas.
O advogado declarou para este blog que pediu para a sua cliente responder o processo em prisão domiciliar, tendo em vista que ela sofreu recentemente um AVC (acidente vascular cerebral) esta se convalescendo.

Roney Franco nega que Carla cometeu crime de cárcere privado, segundo ele, ocorreu uma divergência de convivência entre as jovens que dividiam o apartamento com ela. Em relação a dividas, ele alega que é fruto de despesas corriqueiras de casa, como aluguel e luz:

“Elas não viviam no cárcere… tinha as chaves de casa e saia e voltavam a hora que quisessem”, declarou o advogado.

Sobre a acusação de tráfico de droga, ele informou que preliminarmente a delegada entendeu que era tráfico, mas pela quantidade encontrada, fica configurado que era para uso próprio, e não tráfico. Fonte: Políticos do Sul da Bahia


Um professor acabou morrendo após se jogar do quarto andar do prédio em que morava, na Rua 25 de Dezembro, no bairro São Caetano, em Itabuna. O fato aconteceu na noite de ontem (29) e chocou testemunhas.

Brandão tinha 39 anos de idade. Segundo vizinhos, ele lecionava matemática no colégio Ciomf (Centro Integrado Oscar Marinho Falcão). Josenildo ainda foi socorrido com vida e encaminhado para o hospital de Base, com diversas fraturas pelo corpo, incluindo coluna, fêmur e costelas.

Os médicos ainda tentaram reanimar o educador, mas sem sucesso. Josenildo não resistiu aos ferimentos, morrendo pouco tempo depois. A motivação do suicídio ainda é desconhecida.

CLIQUE  E VEJA MAIS FOTOS:


xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.5HwmDCh-Tv

A maternidade Mãe Pobre, de Itabuna, no sul do estado, está prestes a ter os aparelhos desligados, literalmente. Na próxima quarta-feira (11), a entidade, que atende pelo SUS, fechará as portas, caso não haja nenhum socorro financeiro. Segundo o diretor da Fundação Fernando Gomes, que administra a unidade, Vitor Bourbon, não há como comprar medicamentos e manter os custos da instituição com a verba destinada. No local, que atende mulheres de 124 municípios da região, são realizados cerca de 400 partos por mês. “Hoje, nós recebemos a mesma quantia que recebíamos em 2002. Ou seja, há 13 anos é a mesma verba. Na época, o salário mínimo era um terço do de hoje. Além disso, houve aumento dos custos em geral”, relatou. Ainda de acordo com o diretor, a instituição recebeu em janeiro R$ 188 mil, mas só a folha de pagamento dos servidores consumiu R$ 208 mil. A unidade tem repasse do Ministério da Saúde por produtividade e conta com doações. Vitor Bourbon disse que a secretaria de saúde de Itabuna prometeu uma quantia de R$ 50 mil, mas mesmo assim o apoio é insuficiente para socorrer a maternidade. O diretor também apelou para outras instituições. “Já mandei uma carta para o governador, Rui Costa, que já recebeu, e para o secretário de Saúde do estado [Fábio Vilas-Boas]”, declarou. Em funcionamento desde 1992, a maternidade foi criada para evitar que mulheres fizessem partos na rua, o que pode ocorrer novamente, segundo Bourbon, caso não haja o restabelecimento financeiro.


banco1

A Polícia Militar prendeu três homens e apreendeu um adolescente que se encaminhavam para explodir um caixa eletrônico na cidade de Itabuna, durante a madrugada desta segunda-feira (2). A quadrilha foi desarticulada enquanto seguia pela BR-101 para cometer o crime. De acordo com a PM, a ação aconteceu durante uma ronda na altura do município de Valença. Uma guarnição suspeitou de um carro modelo Fiat Siena que seguia no sentido Salvador-Itabuna da rodovia e decidiu seguir o veículo. Os suspeitos tentaram escapar, mas foram alcançados pelos policiais. Alan Francisco de Jesus Araújo, Marcos Henrique de Jesus Silva, Adriano Patric Brito da Silva – que possui mandado de prisão – e um adolescente foram detidos e levados para a delegacia de Valença. Com eles, a polícia apreendeu dois aparelhos celulares. Em um deles, foram achadas mensagens relacionadas a uma possível explosão de caixa eletrônico. “Estourei um caixa, mas não abriu. A bomba é fraca”, dizia o texto. A PM também encontrou uma ligação, onde uma pessoa identificada como ‘Coroa’ cobrava a presença do grupo: “rapaz, cadê vocês? Onde vocês estão? Cadê meu carro?”. O adolescente detido confessou que ‘Coroa’ é o chefe da quadrilha e que ele receberia R$ 7.000 para servir de olheiro do grupo, caso a polícia aparecesse durante o crime.