Sensibilizada com a luta dos estudantes para assegurar o translado gratuito universitário até as cidades de médio porte da região, a vereadora Bela, PSL, à época (2015).

logo-face| Redação.BDK

Vereadora Bela enviou à Câmara de Vereadores uma indicação que objetivava o poder público interagir e dar suporte estrutural aos carentes estudantes de nosso município.bela1-600x372Apesar da indicação da vereadora não ter atingido seu objetivo, agora, reeleita, Bela não arredará pé de brigar por esta causa e, nessa direção, com os novos colegas, acredita que transformará em lei o seu pleito, para atender os estudantes universitários de Itororó.Apesar de ter sido provada pelos vereadores, não houve a efetiva transformação da indicação em lei. “Turbinada” com a reeleição, que por pouco lhe escapou, Bela acredita que já no início do biênio fará campanha cerrada para que a matéria seja carinhosamente apreciada e transformada em lei. (Milton Marinho)


FHC e ex-presidente do STF são apontados como possíveis substitutos do peemedebista.

logo-face| Redação BDK

A possibilidade do presidente Michel Temer cair com a delação premiada da empreita Odebrecht passou a ser discutida no PSDB, PT e outros partidos, segundo a coluna  de Mônica Bergamo, no jornal ‘Folha de São Paulo’, nesta quarta-feira (26). michel-temer

Ainda segundo a publicação, as dúvidas de que o governo do peemedebista se mantenha firme após a delação começaram a surgir após serem ventiladas informações de que podem ser citados o próprio Temer e seus principais auxiliares, os ministros Geddel Vieira Lima, da Secretaria de Governo, Eliseu Padilha, da Casa Civil, e Moreira Franco, do Programa de Parcerias de Investimentos. O texto também afirma que até nomes de sucessores já chegaram a ser cogitados, além de ressaltar que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Nelson Jobim, são apontados como favoritos.


Existe possibilidade grande de Cunha fechar um acordo de delação premiada.

logo-face| Redação.BDK

Em julho, o então deputado Eduardo Cunha (PMDB) falou uma frase que foi interpretada como ameaça ao governo Temer por algumas pessoas. Segundo Cunha, ele queria ficar conhecido por “derrubar dois presidentes do Brasil”. A primeira foi Dilma Rousseff (PT) – Cunha foi quem aceitou o pedido de impeachment da petista – enquanto o segundo seria Michel Temer (PMDB).eduardo-cunha-efe-fernando-bizerra-jr-525x350Vale lembrar que embora a defesa do peemedebista negue, existe uma possibilidade grande de Cunha fechar um acordo de delação premiada e contar o que sabe sobre o esquema de corrupção que tomou conta de Brasília nos últimos anos.


Prefeito Adauto Almeida define 5 secretários e administradores dos Distritos.

logo-face | Redação.BDK

Apesar do aclamado  e discutível conceito de “Meritocracia”, um dos motes de campanha do médico não ter sido discutido, e discutido à exaustão, (que não se deu), para formatar os nomes do governo, por volta das 21 h. desta quarta-feira o prefeito eleito Adauto, reuniu em sua residência o time titular das pastas principais de seu governo municipal que se inicia em janeiro de 2017, criando assim, 5 secretarias com 3 dos nomes já divulgados .governo-1-600x312

Orlando Simões ocupa a Secretaria de Administração.

Cláudia Pinheiro terá pela frente o grande desafio de transformar a educação, elevando-a a um patamar superior ao que lhe está sendo entregue. Portanto, a pedagoga Claudia Pinheiro, pós-graduada em gestão escolar fica com a Secretaria de Educação.


Investigação da Polícia Federal aponta que grupo, liderado pelo Diretor da Polícia do Senado, ‘tinha a finalidade de criar embaraços às ações investigativas da PF em face de senadores e ex-senadores, utilizando-se de equipamentos de inteligência’

logo-face| Redação.BDK

A Polícia Federal cumpre nesta sexta-feira, 21, diligências no Senado na Operação Métis. Quatro policiais legislativos foram presos por suspeita de atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato e em outras ações da Federal. São eles: Pedro Ricardo (diretor), Geraldo Cesar de Deus Oliveira, Everton Taborda e Antonio Tavaresplenario-senado-jonas-pereira-agencia-senado-528x350A ação foi pedida pela Polícia Federal. A Justiça Federal determinou a suspensão do exercício da função pública dos policiais do Senado envolvidos. (Estadão)


bercario

Processo que corria no Supremo Tribunal Federal contra Eduardo Cunha foi para as mãos de Sérgio Moro.

logo-face| Redação.BDK

O juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, intimou nesta segunda-feira (17) o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB), réu na Lava Jato. A partir de agora, Cunha tem 10 dias para protocolar a defesa prévia. O deputado cassado é acusado de recebimento de propina de contrato de exploração de Petróleo no Bênin, na África, além de usar contas na Suíça para lavar o dinheiro.eduardo-cunha-sergio-moroO processo que corria no Supremo Tribunal Federal contra Eduardo Cunha foi para as mãos de Sérgio Moro após o ex-deputado perder o foro privilegiado. Como o STF já havia aceitado a denúncia, Moro apenas vai continuar o julgamento do caso, a partir de onde o processo parou na Suprema Corte.(VN)


Segundo Rui Falcão, informação veio de fonte confiável.

logo-face| Redação.BDK

O presidente do PT, Rui Falcão, pediu para a militância do partido se preparar para uma “mobilização rápida”, pois teria recebido a informação de que o ex-presidente Lula será preso nos próximos dias e a decisão já teria sido tomada. De acordo com Rui, a fonte é “respeitável”. No áudio, ele fala sobre a prisão do petista e diz que ela pode ocorrer antes do aniversário de Lula, no dia 27 de outubro.lula-550x320“Eu acho que tem que ter bastante calma neste momento. […] Evidentemente, não tem precisão de data. Existe a suspeita de acontecer na segunda-feira. […] É importante pensar em uma forma de mobilização, forma de acionar rapidamente as pessoas. Não vi nenhum documento, mas pode ser na segunda, na terça, daqui a uma semana, no aniversário de Lula, se bobear. Temos que estar preparados para nos mobilizar rapidamente se isso acontecer”, disse.

Rui Falcão ainda compara a situação com a Ditadura Militar pela qual o Brasil atravessou. “Sugiro muita reflexão. Lula não é o único alvo. Estamos em uma ditadura. Eleição também tinha na ditadura. Elegia prefeito também. Eles vão querer anular qualquer oposição, exterminar os opositores”, afirma.


Ex-presidente diz que a decisão do Senado de manter seus direitos políticos mostra uma “contradição” no processo de impeachment.

logo-face| Redação.BDK

A ex-presidente Dilma Rousseff fez um desabafo em relação ao seu sucessor, Michel Temer (PMDB) durante uma entrevista a uma rádio de Porto Alegre-RS nesta quinta-feira (13). A petista afirmou que não sente “ódio de traidor”, logo após descartar a possibilidade de disputar eleições.“Não se pode ter ódio das pessoas porque não é no sentido pessoal que elas agem. Elas agem representando interesses e valores que não são os meus. Não tive ódio de torturador, porque vou ter ódio de traidor dentro desses processos? Não funciona assim. Ninguém pode ser movido a ódio, porque o ódio faz com que você seja capturado pelo objeto que você odeia”, disse Dilma Rousseff à Rádio Guaíba.


Ministério Público Eleitoral recorreu ao TRE, indicando que Alice Pina não apresentou sua filiação partidária no prazo legal.

logo-face| Redação.BDK

Em Jequié a jovem Alice Pina (PMB) obteve 901 votos na disputa por uma vaga na câmara de vereadores. Pela sua votação, Alice estaria eleita vereadora, sendo a mais jovem do país.gv1zttsAlice teve sua candidatura deferida pelo juiz da 023ª Zona Eleitoral, Carlos Alberto Fiúsa de Castro Filho, o problema é que o Ministério Público Eleitoral recorreu ao Tribunal Regional Eleitoral alegando que ela não apresentou no prazo determinado a ficha de filiação ao partido PMB. Alice Pina tem 18 anos e se conseguir manter sua candidatura deferida, será a vereadora mais jovem do Brasil. (Políticos do Sul da Bahia)


Segundo turno da votação da proposta ocorrerá após 5 sessões da Câmara, Foi concluída durante a madrugada desta terça-feira (11), na Câmara dos Deputados, a votação em primeiro turno da Proposta de Emenda à Constituição (PEC).

logo-face| Redação.BDK

A PEC que estabelece um teto para o aumento de gastos públicos nos próximos 20 anos, após cerca de 12h de votação, 366 parlamentares votaram a favor da PEC do Teto de Gastos e 111 contra. Um resultado revelado ainda na noite de segunda-feira (11), porém dentro da previsão do Governo – como já havia apontado o ministro Geddel Vieira Lima, da Secretaria de Governo.votacao-pec-teto-de-gastosNa sequência, os deputados tiveram que analisar oito destaques, ou seja, as sugestões para alteração no texto, em um trâmite necessário para concluir o primeiro turno de apreciação da proposta.


Para Temer aprovação é plano A para contornar a atual crise fiscal. Durante entrevista concedida a uma rádio do Sul, o presidente da República, Michel Temer, afirmou em entrevista que o governo não está trabalhando com a hipótese de não aprovação da PEC dos gastos. “Não pensamos em plano B, apenas no plano A. Vamos esperar o que vai acontecer na votação, mas é perfeitamente possível aprová-la”, afirmou.Na oportunidade, Temer ressaltou que aprovação na véspera de feriado, “resgatará imagem do parlamento”.Ele afirmou ainda que o seu governo trabalha para contornar a atual crise fiscal com a PEC do teto dos gastos, como alternativa à não elevação dos impostos.


A ex-presidente Dilma Rousseff está sendo pressionada por assessores pressionam para assumir cargo em governo de esquerda, diz a  coluna Radar Online, da Revista Veja. Com a possibilidade de assumir cargos públicos, aprovada no Senado durante a votação de seu impeachment, a petista pode assumir alguma pasta de governos estaduais.dilma-oculosDe acordo com a coluna, pessoas mais próximas de Dilma insistem que ela assuma uma vaga no secretariado de algum governo de esquerda. Entre as possibilidades, estariam Flavio Dino (PCdoB), no Maranhão, e Fernando Pimentel (PT), em Minas Gerais. A ex-presidente, contudo, resiste, mas informou que vai avaliar a proposta.


Jordana recebeu mais de 500 votos e foi a 5ª mais votada em seu município. À reportagem ela diz que trocou de partido após preconceito nas eleições. Com a conquista de 553 votos nas urnas, Jordana Fonseca Ferreira (PSD), de 33 anos, foi a única transexual eleita para o cargo de vereadora em Rondônia nas Eleições 2016.gr36dai

Moradora de Pimenta Bueno (RO), a 520 quilômetros de Porto Velho, a candidata participou de um pleito eleitoral pela 1ª vez e foi a 5ª mais votada para a Câmara. Em entrevista, Jordana diz que enfrentou preconceitos antes e durante a campanha.

“Um aliado político me chamou de ‘veado’ no início. Quando soube da atitude dele, troquei de partido”, conta, preferindo não identifar o autor da frase. Jordana não foi a única transexual eleita vereadora no Brasil este ano. Em Caldas (MG), Najara  (PSDB) recebeu 416 votos e vai assumir a Câmara em 2017. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) disse que não sabe informar quantas transexuais foram eleitas no país, pois a “Justiça Eleitoral não contempla em suas estatísticas a orientação sexual dos candidatos registrados”.

Concorrendo pela primeira vez a um cargo político, a empresária do ramo de modas de Pimenta Bueno, Jordana Ferreira, destaca que a vitória nas urnas não foi uma supressa para ela, pois já esperava um bom desempenho.