Eleições 2018: Bolsonaro diz que, se eleito, “os homossexuais serão felizes” em sua gestão

                                       Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

O candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), em entrevista na manhã desta quinta-feira (4) a Rádio Jornal do Commercio, em Pernambuco, afirmou que, se eleito, “os homossexuais serão felizes” em sua gestão. “Queriam colocar no colégio filmes de meninos se beijando e meninas se acariciando. Crianças têm de ir ao colégio para estudar matemática, português e geografia. Como que o Joãozinho vai aprender sexo? O pai não quer que o filho aprenda a fazer sexo, homo ou hétero, a partir dos seus anos de idade. Aí inventaram que sou homofóbico, que vou matar gay”, defendeu.

O presidenciável foi condenado a pagar uma indenização de R$ 150 mil em novembro de 2017 por declarações contra homossexuais no programa CQC da Band em 2011. O ex-militar havia dito que seus filhos não seriam gays por terem tido um pai presente. “Então, não corro esse risco”, disse.



Comentários

Os comentários estão fechados.