Misericórdia: “Matou por engano” Antes de ser morta, adolescente assassinou rapaz por engano para vingar morte de namorado

Um mês após as investigações, suspeitos foram detidos.

Uma adolescente de 17 anos foi morta a tiros pouco tempo após ter visitado um suposto namorado no Centro de Detenção Provisória (CDP), em São José do Rio Preto, em São Paulo. Na manhã desta segunda-feira (07), a polícia explicou que a morte de Rafaela Bugati e de outros dois jovens têm relação entre si.

De acordo com as investigações, a garota namorava, além do detento, outro rapaz fora do presídio. Um adolescente amigo do preso teria ficado sabendo da suposta traição e matou com cinco tiros o namorado de Rafaela, Marcos Vinícius da Silva, de 18. O assassinato aconteceu dentro de uma festa em uma chácara, na estância de São Pedro, em 18 de março deste ano.

Para se vingar da morte, a menina teria ido atrás dos suspeitos e teria assassinado por engano o jovem Thiago Gabriel, de 19 anos. A vítima foi encontrada morta com um tiro na nuca e outro no ombro, em 21 de março.

Quatro dias após a morte de Thiago, Rafaela foi encontrada morta dentro do carro em que dirigia. Segundo a polícia, o suspeito estaria em uma motocicleta, se aproximou do veículo e atirou contra a garota.

Um mês após as investigações, todos os suspeitos de cometerem os assassinatos e o adolescente que teria ajudado Rafaela a matar Thiago foram detidos. Três deles são menores de idade e foram encaminhados para a Fundação Casa, os outros três, que são maiores, foram levados para presídios na região. Ainda de acordo com a polícia, o namorado de Rafaela, que está preso no CDP, não sabia do outro relacionamento da jovem, tampouco da morte dela. //Varela Notícias



Comentários

Os comentários estão fechados.