VÍDEO: Após perder para o Palmeiras, Peñarol parte pra cima dos brasileiros


Jogadores e torcedores das duas equipes entram em conflito após vitória do time brasileiro em Montevidéu, nesta quarta-feira (26). Willian e Fernando Prass sairam feridos do estádio Campeón del Siglo.

DqNQJHJ

logo-face| Blog do Kel – Itororó

A vitória do Palmeiras sobre o Peñarol, nesta quarta-feira, em Montevidéu, terminou com brigas dentro do campo e nas arquibancadas do estádio Campeón del Siglo. Assista a confusão:

A confusão começou entre os atletas, assim que o árbitro apitou o final da partida. Pouco depois, o confronto se estendeu para o setor onde estavam os torcedores. As imagens da transmissão não deixam claro o início da briga entre os jogadores. O volante Felipe Melo era o principal alvo dos uruguaios – em certo momento, ele acertou um soco num adversário. A reação fez torcedores exaltarem o meio-campista nas redes sociais.

Os palmeirenses tentaram se refugiar no túnel dos vestiários, mas os portões estavam fechados. Foi preciso ação de seguranças do clube para que o local fosse aberto. Imagens da Fox Sports mostraram o atacante Willian ferido no rosto e o goleiro Fernando Prass com sangue na boca. – Poderia ter sido muito pior. Fecharam os portões e não deixaram a gente sair. Os seguranças da casa nos impediram de sair. Os nossos seguranças deixaram a gente sair. Lamentável. Viemos para jogar futebol. O Peñarol foi melhor no primeiro tempo, e o Palmeiras melhor no segundo – disse o técnico do Palmeiras, Eduardo Baptista, que usou a entrevista coletiva para desabafar.

 Infelizmente tivemos de nos defender. Se o Felipe não se defende, Willian tomou soco na cara, Prass tá com a boca sangrando. Se a equipe de segurança do Palmeiras não está aqui, acontecia uma tragédia. Fizeram uma tocaia. Trancaram a porta. Cobrei a Conmebol para ter uma arbitragem boa. E teve uma boa arbitragem. Há um presidente que parece diferente de outros que tiveram problemas judiciais. Esperamos que haja punições. Fica nossa lamentação e nosso repúdio para Conmebol tomar providência. Isso acaba com nosso futebol sul-americano. A gente vê Liga dos Campeões e agora tem esse tipo de coisa – afirmou o diretor executivo Alexandre Mattos.

Outro confronto surgiu nas arquibancadas. Torcedores brasileiros foram encurralados pelos do Peñarol, que tentavam invadir a área onde estavam os palmeirenses. Objetos parecidos com cestos de lixo foram arremessados, assim como uma grade. Não havia policiamento no local. Homens de colete, aparentemente orientadores do estádio, também atiraram objetos nos palmeirenses. // Globo Esporte.