VÍDEO: “Vou degolar todo mundo”, ameaçou homem que matou mulher em bar, às testemunhas

Suspeito foi identificado e é procurado. Ele já tinhas passagens por tráfico e homicídio. Vítima tinha 4 filhos. Crime chocou Coração de Maria.

Para o delegado Sérgio Araújo, titular da Delegacia de Coração de Maria (distante a 111 km de Salvador), o homem suspeito de matar a diarista Olinda de Jesus Conceição, 34 anos, na noite do sábado, 28, em um bar da cidade, agiu com a ajuda da namorada atual. Assista com cautela . Cenas fortes:

O delegado chegou a essa conclusão ao analisar as imagens das câmeras de segurança do Cro Bar, local onde o crime foi cometido, e verificar que foi a mulher quem entregou uma mochila ao suspeito, na qual estava a faca usada na ação. O nome dela não foi revelado e, segundo o titular, o homem é conhecido na cidade pelo apelido de Beto. “Nos informaram no local que ele [Beto] matou a vítima porque ela acolheu a ex-companheira dele, após o fim do relacionamento. O motivo foi vingança. Estamos tentado identificar essa ex-companheira”, disse Araújo.

Conforme o delegado, existe a possibilidade de uma outra pessoa estar envolvida diretamente no crime. Ele não deu mais detalhes para não atrapalhar as investigações. Até esta segunda-feira, 30, duas testemunhas haviam sido ouvidas na delegacia. Mais três pessoas são aguardadas para depor.

Delito gravado

Nas imagens das câmeras de segurança do Cro Bar, às 9h55 da noite, Beto aparece sentado em uma mesa com a vítima e um casal. Ele está ao lado dela e conversa com um casal que ocupa outra mesa. Na sequência, uma mulher, que segundo o delegado é a namorada dele, entra no bar e lhe entrega uma mochila preta. Duas crianças entram com ela. Beto, então, abre a bolsa, pega a faca tipo peixeira, se levanta, esfaqueia Olinda pelas costas e depois puxa a arma. Ele tenta esfaqueá-la outras vezes, mas é contido pela namorada e pela dona do bar. Antes de sair, Beto guarda a faca, ameaça as testemunhas e foge em um Chevrolet Corsa Classic preto que estava estacionado em frente ao bar. A mulher foge com ele.

Assassino fanfarrão

“Ele disse que, se alguém contasse alguma coisa, ele voltaria para degolar todo mundo. Ele é violento, inclusive anda com uma arma de fogo”, revelou o delegado Sérgio Araújo. Conforme ele, Beto já responde a processos por tráfico de drogas e homicídio. Araújo revelou ainda que, atualmente, o suspeito não reside na cidade, mas vai com frequência visitar familiares. “Ele está foragido, acho que está com um mandado de prisão [outro crime]. Ainda vamos confirmar com a Justiça”, completou o titular. Olinda era solteira e deixou quatro filhos, dois adolescentes de 14 e 16 anos, e duas crianças, de 11 e 4 anos.

Fonte: Jornal A Tarde.


Comentários

Os comentários estão fechados.